sexta-feira, 7 de novembro de 2014

REAJUSTE DE GASOLINA

A Petrobras divulgou, no início da noite desta quinta-feira (6), quais serão os percentuais de aumento da gasolina e do diesel que serão verificados já a partir da meia noite nos postos de abastecimento. Os preços de venda nas refinarias sofrerão reajuste de 3% para a gasolina A e 5% para o diesel.
A decisão sobre o reajuste já havia sido acertada, na última terça-feira (4), em reunião do Conselho de Administração da estatal, sem divulgação de valores. A estatal esclareceu também que o reajuste anunciado não considera a incidência dos tributos Cide, PIS/Cofins e ICMS.

Sobral e Coreaú estreiam parcerias com o objetivo do bem comum de seus municípes

O fortalecimento do Consórcio de Saúde da Microrregião de Sobral e o Consórcio do Aterro Sanitário Regional de Sobral foram os temas centrais da conversa entre os prefeitos Veveu Arruda e Erika Frota Cristino no inicio da tarde desta quinta-feira (6), no Paço Municipal sobralense. Na oportunidade, os prefeitos discutiram a possibilidade de parceria de cooperação técnica entre os dois municípios em áreas estratégicas como Educação, Saúde e Geração de Emprego e Renda.

Segundo Erika Frota, é muito importante que uma prefeitura como a de Sobral possa transferir tecnologias e conhecimentos aplicados para as prefeituras das cidades de menor porte na micro e macro região Noroeste. “Sobral tem exitosas experiências, algumas reconhecidas nacional e internacionalmente, que nós podemos absorver e adaptar de acordo com a nossa realidade local, focando sempre para que o benefício chegue na ponta, o cidadão” enfatizou a prefeita que disse ter saído animada com as possibilidades que se abriram. 

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Deputados federais eleitos declaram gastar R$ 7,42 por voto no Ceará

Clique na imagem para ampliar

Os 22 deputados federais eleitos pelo Ceará informaram que gastaram, juntos, R$ 22,2 milhões para conseguir lugar ao sol em Brasília. Foi esse o valor que eles declararam ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na prestação de contas definitiva da campanha. Com base no montante, cada voto conquistado pelos 22 tenha custou, em média, 7,42 reais.

A campanha mais cara, segundo os dados oficiais, foi a de Danilo Forte (PMDB), quinto mais votado no Estado. Ele declarou despesa de R$ 2,47 milhões, seguido de Antônio Balman (Pros), com R$ 2,27 milhões.

Três candidatos do Ceará ao Senado, Tasso Jereissati (PSDB), Mauro Filho (Pros) e Raquel Dias (PSTU), informaram ao TSE despesa de R$ 13,1 milhões, juntos. Até as 21 horas, os dados da ex-candidata Geovana Cartaxo (PSB) não haviam sido divulgados.

Dos concorrentes ao Governo, só Eliane Novais (PSB) e Ailton Lopes (Psol) já prestaram contas. Camilo Santana (PT) e Eunício Oliveira (PMDB), que disputaram 2º turno, têm até o dia 25.

O POVO Online

Inscrições para concurso público do DAE-CE iniciam nesta quinta-feira

O período de inscrição para o concurso público que seleciona 30 profissionais para o Departamento de Arquitetura e Engenharia do Estado do Ceará (DAE - CE) foi aberto nesta quinta-feira (6). As oportunidades são destinadas às áreas de Engenharia Civil, Engenharia Mecânica, Engenharia Elétrica e Arquitetura, com remuneração de R$ 4.701,66 e jornadas de trabalho de 40 horas semanais.

Por meio do site da Comissão Executiva do Vestibular (CEV da Universidade Estadual do Ceará, o interessado pode conferir o edital e realizar a inscrição até até 5 de dezembro de 2014, mediante pagamento de taxa de R$ 120,00. O candidato deve ser graduado na área de interesse e ser registrado no respectivo Conselho de Classe.

A Fundação Universidade Estadual do Ceará (Funece) é responsável pela execução do concurso, com prova objetiva eliminatória e classificatória, prevista para 25 de janeiro de 2015, e prova de títulos classificatória, prevista para os dias 5 e 6 de fevereiro de 2015.

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Cid apresenta a Dilma proposta para criar partido governista no Congresso


Ele não comentou receptividade da presidenta à proposta, mas saiu da reunião no Planalto dizendo que já começará articulações para a formação do bloco

O governador Cid Gomes (Pros) apresentou nesta terça-feira, 4, à presidente Dilma Rousseff (PT) proposta de criação de uma frente de esquerda ou até umnovo partido para garantir sua governabilidade no 2º mandato. O grupo, segundo Gomes, reunirá parlamentares de partidos de esquerda insatisfeitos com suas legendas e que desejam garantir apoio a Dilma.

A iniciativa do governador cearense é paralela à estratégia do ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD) de refundar o PL, também para fortalecer a base de apoio ao governo Dilma. “Esse movimento, de ter uma frente ou partido de centro, para além do PMDB, e um partido ou frente à esquerda, ajuda na governabilidade e reduz o espaço para a pressão”, avaliou Cid Gomes.
Cid e Camilo se reuniram com Dilma nesta terça
O governador não comentou a receptividade da presidenta à proposta, mas saiu da reunião no Palácio do Planalto dizendo que já começará as articulações para a formação do novo bloco. O governador, filiado ao PROS, disse que, além de seu partido, integrantes de legendas como o PDT, o PCdoB, o PSB e até do PSOL podem vir a integrar o bloco ou novo partido.

“Isso tem que ser discutido para que a gente aprimore e veja a melhor estratégia. O ideal seria compor inicialmente uma frente que possa evoluir na sequência para um novo partido, que resulte na fusão de alguns partidos”, detalhou. A meta, segundo Gomes, é que o novo grupo tenha, pelo menos, 10% dos parlamentares do Congresso, tamanho que só as bancadas do PT, PMDB e PSDB têm atualmente.

Antes de deixar o governo do Ceará, em dezembro, Cid Gomes disse que pretende ajudar Dilma a enfrentar dificuldades de governar por conta de “sentimentos raivosos” resultantes do processo eleitoral. “Quero ajudá-la nisso. E essa articulação é importante para reduzir um pouco a estratégia dos que querem prejudicá-la, prejudicar o país, prejudicar o governo. Quero ajudá-la nisso, me coloquei à disposição e vou fazer.”

Agência Brasi

Homens devem fazer exame de próstata aos 50 anos

O câncer de próstata cresce lentamente e pode ser assintomática. Alguns sinais indicativos da doença, no entanto, podem ser confundidos com outras doenças

A campanha novembro azul alerta para a prevenção de doenças que acometem os homens, principalmente o câncer de próstata, apontado como o segundo mais comum em homens, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Aos 50 anos, é recomendado que os homens realizem o exame de toque da próstata e de sangue (PSA), conforme o urologista do Instituto do Câncer do Ceará (ICC), Vladimir Pinheiro.

O médico explica que a idade certa para iniciar os exames já foi discutida entre a Sociedade Brasileira de Urologia, além da Americana e da Européia. “É um consenso definido no último ano, mas se o paciente possuir histórico familiar da doença, em parentes de primeiro grau, deve procurar um urologista a partir dos 40 anos”, explica Vladimir. 

O câncer de próstata cresce lentamente e pode ser assintomática. Alguns sinais indicativos da doença, no entanto, podem ser confundidos com outras doenças benignas, como hiperflasia ou hipertrofia da glândula. “O paciente pode se queixar de irritação na uretra, ardência, e até apresentar um jato urinário mais fino”, detalha o urologista. 

A faixa etária entre 59 e 69 anos é a que possui maior risco da doença, mas a partir dos 54 anos também há preocupação, conforme Wladimir. “É importante realizar os exames para iniciar o tratamento logo. O preconceito diminuiu, mas a vergonha dos homens de procurarem um urologista é um tabu que precisa ser quebrado”, completa. 

No ano passado, 652 homens morreram por câncer de próstata no Ceará, número superior aos registros de 2012 (605 mortes) e 2011 (652).

Corredores Digitais: abertas as inscrições em Aracati e Sobral

Estão abertas até amanhã, as inscrições para o projeto Corredores Digitais nos municípios de Aracati, no Litoral Leste e Sobral, no Norte do Estado. Serão selecionados 60 jovens em cada município. A ideia é que ainda este ano o programa se estenda a outros quatro municípios: Cedro, Iguatu, Juazeiro do Norte e Quixadá. O projeto já foi iniciado em Fortaleza, Maracanaú, Jaguaribe e Tauá beneficiando diretamente 240 jovens.
O projeto Corredores Digitais alia o conhecimento a um processo de incubação de empresas na área de TIC, através da capacitação em gestão empresarial e apoio à criação e consolidação de empresas inovadoras, via mecanismo de incubadoras. Os jovens atendidos têm a possibilidade de abrir seu próprio negócio e conquistar um mercado em expansão, além de gerarem emprego e renda e ajudar a desenvolver suas cidades.
Podem participar jovens egressos do ensino médio regular, entre 16 e 24 anos, que possuam nível superior ou técnico em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Para o nível técnico, as vagas são preferencialmente para estudantes das Escolas de Educação Profissional e participantes dos programas Pronatec ou E-Jovem. Também serão aceitas inscrições de jovens que tenham concluído curso aberto na área de TIC, com no mínimo 160 horas/aula.
De todos os projetos selecionados, 50% das vagas serão para alunos de escolas públicas. 20% das vagas ofertadas do E-Jovens serão destinadas àqueles que apresentarem ideias com potencial de inserção de novos mercados na área de TIC e Gestão.
Fases
O projeto é dividido em três fases: pré-incubação, incubação e pós-projeto. Durante três meses, na chamada pré-incubação, os jovens receberão capacitação e orientação em Empreendedorismo e Tecnologia da Informação e Comunicação. Após esse período, serão selecionados 20 jovens para passarem à fase de incubação, a partir de uma avaliação sobre o desempenho nos cursos, entrevistas e a qualidade dos planos de negócios elaborados.
A fase de incubação terá duração de 12 meses e compreenderá a estrutura organizacional da incubadora e a adequação dos planos de negócios à realidade do mercado. No período, os jovens classificados receberão uma bolsa de R$ 300,00 e receberão orientação e apoio à geração de negócios. O pós-projeto garantirá a continuidade do negócio e será de responsabilidade dos municípios apoiadores.
A prova, de caráter eliminatório, será dia 7 de novembro, em cada uma das cidades participantes e é composta por 20 questões do tipo múltipla escolha sobre Desenvolvimento de Software (Web e Mobile), Conectividade em Redes e Empreendedorismo. O resultado será divulgado dia 12 de novembro.

Elenco é reduzido na reta final

Restando cinco rodadas para o fim da Série B, Ceará toma medida de choque e dispensa seis atletas

Nikão
Nikão foi um dos seis que deixaram o Ceará após a quarta derrota seguida
KLEBER GONÇALVES
Assim que foi confirmada a quarta derrota seguida do Ceará na Série B, 3 a 1 ante o Boa Esporte, no último sábado, o técnico Paulo César Gusmão foi claro: só continuaria quem ainda tivesse vontade de jogar e que medidas seriam tomadas no retorno para Fortaleza.
Dito e feito. Diretoria e comissão técnica se reuniram ainda no domingo e definiram que seis jogadores não fariam mais parte do grupo, restando cinco jogos para o fim da Série B.
São eles: o zagueiro Anderson, o lateral-esquerdo Hélder, o volante Marcos Vinícius, os meias Nikão e Maranhão e o atacante Gil.
A diretoria do clube não quis confirmar os nomes dos jogadores, já que os mesmos ainda não assinaram as rescisões de contrato, mas se pronunciou ontem sobre as mudanças no elenco.
"Estamos tomando algumas providências que achamos necessárias neste momento ruim da equipe na Série B, quando tecnicamente as coisas não estão acontecendo dentro de campo. A decisão da saída dos jogadores é técnica, tanto da diretoria, quanto da comissão técnica. Não queremos citar nomes, pois temos respeito por estes jogadores que estiveram durante todo ano conosco", explicou o gerente de futebol, Diego Cerri.
O dirigente garantiu que a medida não indica que o clube entregou os 'pontos' pelo acesso e sim, que ainda acredita, mesmo restando cinco rodadas e só dois pontos de diferença para o G4.
"Isso fez parte de um planejamento. Isso não significa que estamos desistindo do objetivo. Pelo contrário, estas ações (não se omitir), são necessárias para continuarmos lutando, pois ainda temos cinco jogos e lutaremos até o final", completou Cerri.
Grupo
Com a dispensa dos seis jogadores ontem, e mais dois - o meia Souza e o volante Amaral - desligados do clube após a chegada do técnico Paulo César Gusmão, o grupo do Ceará para o restante da Série B tem 23 jogadores, sendo três goleiros.
Cerri afirma que ninguém mais do elenco sairá e vai disputar o restante do campeonato com jovens da base agregados.
"Fizemos a opção de continuar com este grupo de atletas, que irá conosco até o final. Depois do treinamento coletivo de hoje (ontem), já conversamos com os profissionais da base. Os jogadores começarão a treinar conosco", declarou Cerri.
Foram agregados ao atual elenco profissional: os laterais Caio Vinícius (direito) e Arnoldo (esquerdo), além dos zagueiros Rômulo e Vitor.
Saída de jogadores repercute no grupo
A saída dos seis jogadores repercutiu no grupo do Ceará, após o treinamento de ontem à tarde, no Centro de treinamento Luis Campos, em Itaitinga (CE).
Jogadores como o volante Ricardinho e o lateral Samuel lamentaram o desligamento dos companheiros de grupo nesta reta final de Campeonato.
"Isso acontece no futebol. Precisamos conviver com isso. Quando um jogador não agrada à diretoria e ao técnico, existe a possibilidade de sair. A gente lamenta pelo fato de terem sido companheiros nossos, mas quem ficou, precisa focar nos cinco jogos que restam. Ainda temos chance", declarou Samuel.
O meia Ricardinho afirmou entender a decisão da diretoria do clube e ressaltou que o grupo precisa seguir em frente.
"É uma situação difícil. A maioria estava com a gente desde o início do ano. Ficamos tristes, mas um decisão dessas é da diretoria. A gente tem que acatar, respeitar e procurar seguir a nossa vida, lutando com o time pelo objetivo de subir", disse.
Prática
Retornando de suspensão, Samuel e Ricardinho participaram do treino coletivo, contra a equipe Sub-20. Outro que não atuou contra o Boa Esporte, no sábado, João Marcos, também participou. Já Michel realizou trabalhos físicos e deve ser opção para o jogo de sexta-feira contra o Atlético/GO, no Castelão.
Saiba mais
Lacunas
Com a saída dos atletas, as opções de PC Gusmão para algumas posições ficam escassas: Vicente será o único lateral-esquerdo. Eduardo e Felipe Amorim, os únicos meias
Escolhidos
Dos seis jogadores que deixaram o clube, Anderson, Hélder e Nikão foram os mais utilizados, com os dois últimos até se destacando na Copa do Brasil. Os demais, Marcus Vinícius, Maranhão e Gil tiveram poucas oportunidades na temporada e não emplacaram no Vovô
Vladimir Marques
Repórter

Após eleger governador, Ceará receberá reunião do PT nacional

Após eleger pela primeira vez o governador do Ceará, o PT realizará a primeira reunião de seu Diretório Nacional após o pleito deste ano em Fortaleza. O encontro, marcado para os dias 28 e 29 de novembro, foi confirmado ontem em reunião da Executiva do partido, em Brasília. Ao lado de Dilma, o governador eleito Camilo Santana (PT) participará da mesa de abertura e fará palestra no evento.

Segundo o deputado federal José Guimarães (PT), vice-presidente do partido, o PT escolheu o Ceará como forma de “privilegiar” núcleos da legenda do Nordeste. Segundo ele, a região terá forte impacto nas decisões da sigla. “É uma forma também de reconhecer a grande vitória que tivemos no Ceará. É a 1ª vez que o PT irá governar o Estado”, disse.

Na organização interna petista, o Diretório funciona como grande conselho deliberativo, enquanto a Executiva é o órgão responsável por efetivar as ações.

Na reunião de ontem, a Executiva do partido debateu resultado das eleições deste ano, que considerou “a melhor da história” – apesar da redução de 88 para 70 da bancada do partido na Câmara e da vitória apertada de Dilma sobre Aécio Neves (PSDB). O encontro também debateu reforma política, cuja realização é defendida pelo partido por meio de plebiscito. (Carlos Mazza)

Últimos dias de inscrições para a Plataforma de Circulação de Música e Artes Cênicas do Ceará

A Fundação Amigos do Theatro José de Alencar vai realizar, com patrocínio da Petrobras e apoio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), a circulação de até 16 grupos de música e artes cênicas por 33 cidades. É o projeto Plataforma de Circulação de Música e Artes Cênicas do Ceará. Artistas e grupos têm até quarta-feira, 5/11, para se inscrever à seleção
O projeto Plataforma de Circulação de Música e Artes Cênicas no Ceará promoverá a circulação de espetáculos de música, teatro, dança e circo por municípios cearenses, descentralizando o acesso a apresentações artísticas e culturais e promovendo um intercâmbio entre cenários e linguagens. O projeto é uma iniciativa da Fundação Amigos do Theatro José de Alencar, com patrocínio da Petrobras, pelo Mecenato Estadual, da Secretaria da Cultura do Governo do Estado do Ceará (Secult). Podem participar pessoas jurídicas de natureza cultural, incluindo associações representativas e cooperativas artísticas. As inscrições começam nesta quarta-feira (15/10) e seguem até 5/11, na Administração do Theatro José de Alencar, das 8h às 16h, ou pelos Correios.
Serão selecionados até 16 artistas ou grupos dos segmentos de artes cênicas e música, que irão promover ações formativas e realizar, cada um, nove apresentações, em três municípios cearenses, incluindo Fortaleza. A Comissão de Análise e Avaliação será composta por um profissional de música e outro de artes cênicas, convidados pela Secult, além de um representante do Theatro José de Alencar. Ao todo, serão até 144 apresentações e 48 ações formativas, beneficiando 33 municípios.
As apresentações acontecerão entre dezembro de 2014 e março de 2015, quando também serão realizadas, em cada município por onde os artistas e grupos passarem, as ações formativas relacionadas aos seus trabalhos, dando oportunidade aos artistas de cada localidade experimentarem novas perspectivas culturais.
Iniciativa de democratização da arte, a Plataforma de Circulação de Música e Artes Cênicas tem como objetivo gerar oportunidades para os artistas, impulsionar a economia criativa, formar novos públicos e revelar um Ceará artisticamente plural e multifacetado.
“O objetivo é estimular cada vez mais o intercâmbio entre artistas de diferentes regiões e linguagens, fazer a produção musical e cênica das diferentes regiões do Ceará ecoar por todo o Estado, mobilizar as cadeias produtivas, agenciar novos fluxos, debater essa produção e convocar sentidos a ela, descobrir, transitar”, destaca o secretário adjunto da Cultura do Estado do Ceará, Paulo Victor Feitosa.
“Trata-se também de uma importante conquista para o Estado quanto à ampliação da captação de recursos. A parceria com a Petrobras contribuiu muito para viabilizar as apresentações do projeto Plataforma, em uma iniciativa de fomento à circulação. Importante tanto para o público dos municípios que serão contemplados, quanto para os artistas e grupos que terão a oportunidade de se apresentar para novas plateias”, acrescenta Paulo Victor.

SERVIÇO
Plataforma de Circulação de Música e Artes Cênicas – Edição 2014
Inscrições: De 15/10 a 05/11/14
Local: Administração do Theatro José de Alencar (Rua 24 de maio, 600, Centro – Fortaleza)
Dias/Horário: De segunda a sexta-feira, das 8 às 16h
Mais informações: Acesse Convocatória em http://plataformadecirculacao.com

Só 12 dos 184 municípios assumiram a iluminação pública

Todos os municípios do Brasil têm que assumir a manutenção do parque de iluminação pública até 31 de dezembro de 2014. Já houve duas prorrogações. Superintendente da Aneel explica dificuldades

Fortaleza foi o primeiro município do Ceará a assumir a gestão do parque de iluminação pública
os 184 municípios do Ceará, apenas 12 tomaram posse dos ativos do parque de iluminação pública, que são lâmpadas, hastes dos postes e equipamentos acessórios, como reatores e relés. A partir de 1º de janeiro de 2015, as prefeituras de todo o Brasil serão as responsáveis pela manutenção, reposição e expansão desses equipamentos.

A obrigatoriedade está no artigo 218 da Resolução Normativa 414/2010 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Postes e a rede elétrica continuam sendo da distribuidora, no caso do Ceará, a Companhia Energética do Ceará (Coelce). São Paulo, Pernambuco e Minas Gerais também estão em situação crítica.

Quem já assinou a transferência foi Fortaleza (a primeira), Caucaia, Aquiraz, Cascavel, Itapipoca, Independência, Itatira, Missão Velha, Moraújo, Morrinhos, Potengi e Limoeiro do Norte.

O custo e o planejamento são as principais dificuldades enfrentadas para tocar a iluminação pública, argumenta Felipe Rodrigues, consultor de iluminação pública da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece).

“Para os pequenos municípios é muito difícil. É também uma questão de planejamento e de organização. Precisa ainda conhecer o parque de iluminação pública e montar estratégia de manutenção”, ressalta Felipe.

O consultor afirma haver municípios que estão se preparando bem, mas preferem assumir somente no limite do prazo dado pela Aneel, para evitar esse custo.

Soluções existem
A formação de consórcios entre as prefeituras é uma solução que está sendo utilizada com êxito no interior de São Paulo e de Minas Gerais. No Ceará, há, por exemplo, um consórcio de oito municípios, liderado por Canindé e outro com 7 municípios, liderado por Piquet Carneiro, adianta Felipe.

Outra solução para custear o parque de iluminação, conforme o superintendente de Regulação dos Serviços Comerciais da Aneel, Marcos Bragatto, é instituição da Contribuição de Iluminação Pública (CIP), que já existe, por exemplo, em Fortaleza.

Sobre o caso, a Coelce se pronunciou por meio de nota. “Com a mudança, as prefeituras devem possuir um canal de atendimento à população para atender reclamações e solicitações, bem como equipes técnicas especializadas em manutenção de iluminação pública.”
 Saiba mais

Não compensa
As distribuidoras cobram dos municípios a tarifa B4B. Com a transferência da responsabilidade do parque de iluminação aos municípios, a taxa será a B4A, que é 9,5% menor do que a B4B. Mas os custo que os municípios vão ter é maior do que a economia com a redução na tarifa.

Melhor assumir logo
Para o superintendente da Aneel, Marcos Bragatto, quanto mais cedo os municípios assumirem melhor. Assim poderão fazer ajustes necessários em diálogo com a Coelce.

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Campeonato Cearense 2015 com Ceará e Fortaleza desde a 1ª fase

lubes e FCF aprovam por unanimidade o novo regulamento do Campeonato Cearense 2015 em reunião realizada na sede da Federação Cearense de Futebol

Em reunião realizada na sede da FCF, os clubes aprovaram por unanimidade o regulamento do Cearense 2015. (Foto: Andre Luiz/Reporter Tribuna Band News)
Em reunião realizada na sede da FCF, os clubes aprovaram por unanimidade o regulamento do Cearense 2015. (Foto: Andre Luiz/Reporter Tribuna Band News)
Com tudo definido. Assim terminou o Conselho Técnico do Campeonato Cearense Série A 2015. O evento foi realizado na tarde desta quinta-feira (30), na sede da Federação Cearense de Futebol (FCF). Na reunião, que contou com todos os presidentes dos clubes participantes do certame estadual, a nova fórmula de disputa da competição foi aprovada por unanimidade.

PMDB dá aval para candidatura de Cunha e articula isolar PT na Câmara

A bancada do PMDB na Câmara reuniu-se ontem e deu aval à pré-candidatura do líder do partido, Eduardo Cunha (RJ), para a disputa pela Presidência da Casa em 2015. A reunião ocorreu um dia depois de os deputados aplicarem a primeira derrota à presidente reeleita Dilma Rousseff. Deputados aprovaram projeto que susta efeito de decreto presidencial sobre conselhos populares. Para evitar uma espécie de antecipação da briga, os peemedebistas aprovaram oficialmente, por unanimidade, apenas a recondução de Cunha para a liderança do PMDB. A bancada também lançou uma autorização para que ele articule a formação de um bloco para atuar na Câmara no próximo ano.
Os gestos foram interpretados pelos peemedebistas como o fortalecimento da candidatura de Cunha. Com isso, ele vai começar a costurar uma aliança com outros partidos em torno de seu nome e, também, para a composição de um “blocão”, capaz de se impor numericamente em votações na Casa, além de ter peso para conquistar espaços na cúpula e nas comissões importantes.
As conversas devem envolver principalmente PR, PP, PSC, PTB e Solidariedade. A ideia do PMDB é de isolar o PT, maior bancada da Casa com 70 parlamentares na próxima formação – quatro a mais que os peemedebistas. Peemedebistas dizem que há incômodo com o PT não só pela relação com o Planalto, mas também pela atuação da bancada petista na Casa.
“Na votação desta terça [28], a Casa deu demonstração de que determinadas posições do PT têm sido rechaçadas pela Casa. Então, não há uma boa harmonia para que o PT consiga impor uma candidatura. Eu tenho dito que acho muito difícil uma candidatura do PT lograr êxito na Casa”, afirmou Cunha.
A bancada rechaça a proposta defendida pelo vice-presidente, Michel Temer (PMDB), de reeditar o acordo de rodízio entre PT e PMDB no comando da Câmara. O deputado Leonardo Picciani (RJ) disse que a formação de bloco é para garantir que o partido fique pelo menos como a segunda maior bancada da Casa. Na reunião que durou quase três horas, os deputados ainda reclamaram da atuação do PT nas disputas estaduais em prejuízo do PMDB e cobraram mais interlocução do Planalto com a Casa.
Os peemedebistas disseram que a derrota de Dilma, com a derrubada de seu decreto que trata dos conselhos populares, foi um recado para a petista sobre a autonomia do Congresso. “Não pode mais ter salto alto do Planalto”, disse o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA).
COMEMORAÇÃO
Antes de se reunirem ontem por quase três horas, os peemedebistas realizaram um jantar com os atuais e novos parlamentares. No encontro, Cunha fez um discurso de boas-vindas aos novos congressistas e evitou polemizar sobre a relação com o governo. A comemoração pela derrota a Dilma ficou para as rodas de conversas após a intervenção do líder.

ARAQUÉM, AROEIRAS E UBAÚNA E MAIS 472 LOCALIDADES DO CEARÁ IRÃO RECEBER INTERNERT 3G DA VIVO

Localidades do Ceará que ainda não tiveram antenas para a emissão do sinal de telefonia móvel 3G passarão a contar com o serviço, a partir de parceria do governo estadual com a Vivo. De início, a promessa é que o sinal chegue a 40 distritos até o fim do ano e, em 2016, chegue a 475 distritos.
A parceria entre o poder público e a operadora se deu após publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) do decreto 31,499, de março de 2014, que estabelece incidência diferenciada de ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) para a tele interessada em prover o serviço 3G em partes ainda não atendidas do Ceará.

Crescimento financeiro
Detentora de 5% da participação no mercado de telefonia móvel do Ceará, a Vivo foi a que mais investiu nos leilões de 4G. Ao anunciar a parceria, o diretor regional Nordeste da operadora, Marcelo Tanner, ressalta a transformação econômica propiciada a partir da internet móvel. “O comércio tem a possibilidade de fazer vendas com cartão de crédito, a prazo, e isso ocasiona  um impacto positivo na renda da população, gerando, inclusive, mais empregos”, destaca.

Confira todas as localidades contempladas no site do DOE.

Diário do Nordeste
http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/negocios/online/475-localidades-do-ceara-terao-3g-da-vivo-1.1139087

Quase todos os feriados de 2015,No Ceará, cairão em dias úteis; confira calendário

Se o fortalezense ficou triste com a quantidade de feriados de 2014 que caíram nos sábados e domingos, já pode comemorar, porque, no próximo ano, a maioria dos feriados é durante a semana.
Foto: Marília Camelo/ Diário do Nordeste
Foto: Marília Camelo/ Diário do Nordeste
Dos 15 feriados do próximo ano, 12 caem em dias úteis, principalmente nas segundas e sextas-feiras, um incentivo para quem quiser programar alguma atividade prolongada com o fim de semana.
Em 2015, o Carnaval e a Páscoa acontecerão mais cedo. O primeiro no dia 17 de fevereiro e o segundo no dia 5 de abril.
Os feriados para algumas categorias também acontecem na semana. É o caso do Dia do Professor (quinta-feira), Dia do Estudante (terça), Dia do Servidor Público (quarta e Dia do Comerciante (segunda).
Confira o calendário completo de feriados de 2015:
- 1º de janeiro (quinta-feira): Confraternização Universal
- 17 de fevereiro (terça-feira): Carnaval
- 19 de março (quinta-feira): Dia de São José/Padroeiro do Ceará (Feriado Estadual)
- 25 de março (quarta-feira): Abolição da Escravidão do Ceará (Feriado Estadual)
- 3 de abril (sexta-feira): Sexta-feira da Paixão
- 5 de abril (domingo): Páscoa
- 21 de abril (terça-feira): Tiradentes
Foto: Viviane Pinheiro/ Diário do Nordeste
Foto: Viviane Pinheiro/ Diário do Nordeste
- 1º de maio (sexta-feira): Dia do Trabalhador
- 4 de junho (quinta-feira): Corpus Christi
- 15 de agosto (sábado): Dia de Nossa Senhora da Assunção/ Padroeira de Fortaleza (Feriado Municipal)
- 7 de setembro (segunda): Independência do Brasil
- 12 de outubro (segunda): Nossa Senhora Aparecida
- 2 de novembro (segunda): Finados
- 15 de novembro (domingo): Proclamação da República
- 25 de dezembro (sexta-feira): Natal
Confira calendário de feriados de 2015 para algumas categorias:
- Dia do professor: 15 de outubro (quinta-feira)
- Dia do estudante: 11 de agosto (terça-feira)
- Dia do servidor público: 28 de outubro (quarta-feira)
- Dia do comerciante: 26 de outubro (segunda-feira)
- Dia do aniversário de Fortaleza: 13 de abril (segunda-feira)

Sensus explica seus erros; sócio do Veritá confirma 'pressão'

Ambos dizem que tendência já mostrava queda de Aécio

Principais derrotados pelo resultado que deu a Dilma Rousseff (PT) a reeleição contra o tucano Aécio Neves (PSDB), os responsáveis pelos institutos Sensus e Veritá justificam as diferenças apontando que seus estudos já mostravam uma tendência de queda do candidato do PSDB. Além disso, o sócio do Veritá, Leonard de Assis, ainda confirmou que o instituto fez uma pesquisa que apontava Dilma à frente, mas que ela não foi divulgada.

Leonard de Assis confirmou que houve pressão externa sobre a empresa para não revelar vantagem da presidente. Na véspera da eleição, ele revelou no Twitter que Dilma estaria à frente, ao contrário dos levantamentos anteriores. Ele ainda afirmava que seu sócio estaria "recebendo pressão" para divulgar resultado diferente. 
"Não sei se ele resistiria", disse no Twitter.
Procurado pelo Olho Neles após o resultado, Leonard de Assis, em conversa gravada, confirmou o que disse no Twitter.
"Eu afirmo isso. Eu divulguei os 53 a 47 por causa disso. Estava começando a arranhar o nome da empresa. Eu pensei: vou divulgar isso aqui de antemão pra mostrar que os métodos que nós estamos usando estão corretos. Isso aqui é o que tem pra acontecer", afirmou, reforçando que foram feitas três pesquisas, mas a última, justo a que dava vantagem a Dilma, não foi divulgada no sábado, como previsto. A que foi divulgada no dia 21/10 mostrava Aécio com 53,2% e Dilma com 46,8%.
Questionado se o método utilizado nas três pesquisas foi o mesmo, ele afirmou que foi 'aprimorado'.
"Fomos ajustando os métodos, até chegar a um valor correto, a quantidade certa de entrevistas para cada método". Leonard afirmou que nem sempre os erros são por culpa dos institutos. "Se eu fizer uma coleta só por telefone, dependendo da lista de telefones que chegar em minhas mãos eu vou ter um resultado ou outro", explicou.
Sensus
O proprietário do instituto Sensus, Ricardo Guedes, destacou que a empresa teve bom desempenho no primeiro turno. 
"Fomos o instituto que mais se aproximou dos resultados", avaliou. Ele discorda que houve erro no segundo turno.
"Nossos resultados indicaram empate técnico, Aécio 52,1%, Dilma 47,9, para margem de erro de 2,2%, com possibilidade tanto para Aécio neves como para Dilma", contou.
Ainda assim, os resultados oficiais do TSE ficaram fora da margem de erro. Dilma registrou 51,64% e Aécio, 48,36%. Guedes justifica:
"Logo após o início do 2º turno, houve forte transferência dos votos de Marina Silva para Aécio Neves, que foram se diluindo ao longo do 2º turno, indicando queda das intenções de voto de Aécio Neves", afirmou.
O diretor do Sensus nega que tenha recebido qualquer reclamação sobre o resultado.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

ECONOMISTAS COM DILMA

“DEMOCRACIA E DESENVOLVIMENTO PARA TODOS”

EM DEFESA DO FUTURO DO BRASIL

O Brasil está vivendo uma profunda transformação social que interrompeu o ciclo histórico da desigualdade no País. Nos últimos 12 anos, dezenas de milhões de pessoas tiveram acesso à economia formal e conquistaram um novo patamar de cidadania. Na base dessa transformação está o modelo de desenvolvimento econômico com inclusão social iniciado no governo do presidente Lula e que prossegue no governo da presidenta Dilma Rousseff.
Este modelo ampliou o acesso ao emprego, ao crédito e ao consumo. Combinado com a valorização dos salários e a transferência de renda, dinamizou o mercado interno, estimulou o investimento e promoveu o crescimento econômico, beneficiando a sociedade como um todo. A nova dinâmica da economia permitiu aumentar os investimentos sociais e em infraestrutura. O Brasil tornou-se mais robusto diante das oscilações internacionais.
Mesmo no contexto econômico global mais adverso dos últimos tempos, o governo Dilma manteve seu foco no aumento do bem-estar da população, com ênfase na promoção da igualdade de oportunidades, para que todos possam progredir e realizar seus sonhos e aspirações. Em quatro anos, foram criados 5,5 milhões de empregos formais e a renda das famílias continuou a crescer.
Dificuldades conjunturais existem e devem ser enfrentadas com firmeza; fazendo correções e ajustes sempre que necessário. Mas não podem servir de pretexto para um retorno às políticas econômicas do passado, que se voltavam apenas para uma parcela da população e, diante dos problemas, impunham à maioria o preço da recessão, do desemprego, do arrocho salarial e do corte dos investimentos sociais.
Nos governos Lula e Dilma, a garantia da estabilidade econômica sempre esteve associada ao objetivo de promover o crescimento econômico, com geração de emprego e renda, e a superação das desigualdades sociais e regionais. Essa é a diferença essencial em relação ao modelo anterior, representado pela candidatura do PSDB.
O que está em jogo nesta eleição é a volta ao passado ou a continuidade do modelo que abre as portas do futuro. É a opção entre as políticas que serviram para perpetuar as desigualdades e o modelo que contribuiu para aprofundar a democracia, trazendo à luz milhões de novos cidadãos.
Quem reduziu a pobreza e a desigualdade de renda tem mais capacidade de avançar no processo de inclusão social. Quem aumentou a geração de empregos e ampliou o acesso ao crédito tem mais capacidade de fazer o País crescer. Quem investiu no futuro, duplicando para sete milhões o número de vagas no ensino superior, é capaz de continuar mudando o Brasil e dialogar com demandas sociais crescentes e justas.

Quem construiu as bases de um novo ciclo de desenvolvimento é capaz de conduzir o Brasil nessa nova etapa. Quem democratizou a oferta de oportunidades, criando os alicerces de uma Nação mais justa, é que pode manter o País unido e superar os desafios do momento, sem deixar nenhum brasileiro para trás.
Para o Brasil continuar avançando, com democracia e desenvolvimento econômico para todos, apoiamos a reeleição da Presidenta DILMA ROUSSEFF.

Economistas com Dilma

Dê seu apoio, colocando o nome e local de trabalho para o email:economistascomdilma@gmail.com

A boiada de Eunício Oliveira

O rebanho suspeito do peemedebista, senador e atual candidato ao governo do Ceará, em Goiás. Por Fabio Serapião

Cerca de 3 mil integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra estão há 38 dias acampados em uma pequena extensão de terra nos limites da Fazenda Santa Mônica. Localizada entre os municípios de Alexânia e Corumbá de Goiás, a propriedade é um aglomerado de imóveis rurais com mais de 21 mil hectares registrados em nome do senador e atual candidato ao governo do Ceará Eunício Oliveira, do PMDB. Enquanto negociam a destinação da área para a reforma agrária, os ocupantes do agora acampamento Dom Tomás Balduíno, nome dado em homenagem ao bispo emérito de Goiás falecido em maio, começam a plantar e colher hortaliças. Outro trabalho desenvolvido nesses dias é o de investigação. O MST quer descobrir como o senador conseguiu comprar quase dois terços da área de Alexânia e formar um latifúndio nas proporções da Santa Mônica. Os acampados, inclusive, estão dispostos a deixar a área caso o senador consiga explicar a origem de sua riqueza.
Eunício Oliveira
Há dúvidas sobre o real tamanho do rebanho bovino do ex-ministro, que triplicou sua fortuna em quatro anos
“É muita terra. Como um deputado e depois senador teve tempo para, enquanto legislava, ganhar tanto dinheiro?”, pergunta o coordenador do MST de Goiás, Valdir Misnerovicz. Entre 2010 e 2014, os bens do senador saltaram de 36 milhões para 99 milhões de reais. Em busca de resposta para a vastidão de terra conquistada por Oliveira, o MST encontrou alguns casos que causam estranheza àqueles sem o mínimo de terra necessária para a subsistência. “A cada dia são mais pessoas que denunciam os desmandos do senador aqui na região. Ao que parece, toda essa terra em nome dele foi comprada à custa da vida tranquila dos moradores da região”, completa Misnerovicz. O coordenador do MST cita dois exemplos das situações encontradas desde quando começaram a ocupação.
O primeiro deles é o documentário Passarim. Produzido por Camila de Freitas, então aluna da Universidade de Brasília, o vídeo de 15 minutos de duração reúne vários depoimentos de antigos proprietários de sítios e chácaras atualmente integrados à Santa Mônica. As histórias documentadas em Passarimexpõem a pressão sofrida por esses moradores para que vendessem as terras ao senador e deixassem a região. O caso de Dona Fiíca, que ao lado de seu marido, Vicente Machado, vendeu terras ao peemedebista chama atenção. Segundo a sitiante, corretores enviados por Oliveira pressionaram a família até a venda ser concretizada. “Veio um corretor na casa da gente o ano inteiro. E foi ‘aperrinhando’ a gente, até que resolveu. Tudo que quiser vender e o que não quer eles obrigam a vender”, contou à documentarista. Outro caso é o agricultor Zezinho Alves. Segundo ele, os corretores passaram três anos pressionando sua família para vender o imóvel. “Eu não tinha interesse em sair de lá, não. Mas quase todo dia eles estavam lá. Diziam que tinha que aproveitar e vender, porque os outros iam vender e iam cercar a estrada”, explica Alves, para quem essa tática tem como objetivo pressionar os moradores. “Eles falam que vão fechar a estrada, que vão encher tudo de gado.”
O segundo caso diz respeito, justamente, ao gado de Oliveira. O integrante do alto escalão do PMDB é um pecuarista de sucesso. Em 2006, quando concorreu a uma vaga na Câmara dos Deputados, o candidato não declarou a posse de nenhum boi ou vaca ao Tribunal Superior Eleitoral. Um ano depois, em maio de 2007, a Agrodefesa de Goiás computou ao peemedebista a “posse de 9.258 animais bovinos”. A façanha foi ainda maior no ano seguinte. Em maio de 2008, dois anos após declarar não possuir gado, detinha em seus registros estaduais nada menos que 19.411 animais, ou seja, de sitiante o parlamentar tornou-se o maior criador de gado nelore da região.
Por si só, os números causariam espanto ao mais atento dos fiscais da Receita Federal, mas a história não para por aí. Os bois são alvo de um processo na Justiça que resultou em condenação de uma família inteira e na conquista de mais duas fazendas pelo senador. Em 24 de setembro de 2009, Oliveira compareceu à delegacia de Polícia de Corumbá de Goiás para registrar o desaparecimento de 650 reses nelore e demais animais da mesma raça sem precisar o número exato. Com base em suas alegações, a Polícia Civil instaurou um inquérito policial. Segundo o político, durante sua ausência de cerca de um ano para a realização de tratamento médico, o funcionário Álvaro de Araújo teria roubado o gado. Não há provas nos autos sobre esse suposto problema de saúde.
Em tempo recorde, a polícia cumpriu todas as diligências investigatórias e, em 23 de novembro de 2011, antes mesmo da oferta da denúncia, o juiz Levine Raja Gabaglia não só atendeu ao pedido de sequestro de bens solicitado pelo delegado do caso como autorizou a imissão de posse da Fazenda Cutia em nome do senador. Ou seja, antes de sentenciar os supostos envolvidos no roubo, o juiz entregou a posse da fazenda a Oliveira. Situada próximo à Santa Mônica, a Cutia é de Tito de Araújo Leite, sogro de Álvaro. A justificativa do juiz é que Mano (apelido de Álvaro) teria investido o dinheiro oriundo do roubo do gado em benfeitorias na fazenda. Houve quebra de sigilo bancário dos citados, mas nada foi encontrado. Ainda segundo a investigação, após o investimento na Cutia, Mano comprou a fazenda do sogro e, naquele momento, tentava vendê-la.
Não há nos autos qualquer documento que prove a compra da fazenda pelo ex-funcionário de Oliveira. Contra o argumento do juiz, a família reuniu os registros da terra e diversos testemunhos de corretores da região que afirmam desconhecer a intenção de venda da Cutia. A família de Tito contesta, ainda, as tais benfeitorias citadas pelo juiz. Como prova, juntou ao processo laudo com fotos que mostram que os currais e demais melhorias foram feitos com material reutilizado. Em busca e apreensão cumprida na fazenda em busca dos tais nelores roubados, a polícia encontrou apenas as vacas da raça Guzerá criadas desde a década de 70 pela família de Tito. Mesmo nesse cenário, o processo continuou e o juiz foi além. Autorizou a imissão da posse ao senador de outra fazenda de Tito Leite, a Congonhas, que nem era alvo da investigação.
As discrepâncias entre os fatos e as decisões do juiz Gabaglia, segundo a família Araújo, não param por aí. Após repassar a posse das fazendas de Tito ao peemedebista, antes mesmo do término do processo, o magistrado recebeu a denúncia pelo roubo do gado ocorrido entre 2008 e 2009. Entre os denunciados estava Tito. Aos 78 anos, o aposentado encontra-se desde 2007, ou dois anos antes do suposto roubo de gado, em uma cadeira de rodas devido a um acidente vascular cerebral, nunca possuiu nas suas terras gado nelore e não mantém nenhuma relação comercial com o genro. Outro fato interessante é o número de bois citados na denúncia. Da investigação do sumiço de 650 cabeças, o Ministério Público passou para o roubo de 15 mil bois da raça nelore em menos de um ano. Mas nos autos há dúvidas sobre um fato importante: a existência desse gado. Os depoimentos dos vaqueiros da Santa Mônica colhidos pela polícia apontam no sentido contrário. Segundo eles, o total de bois na fazenda não ultrapassava 8 mil cabeças. Também não foram anexadas aos autos as Guias de Transporte Animal das 650 reses compradas pelo senador e que teriam sido roubadas. Sem as GTAs é impossível a entrada do gado na fazenda, e se ocorreu, foi de forma ilegal.
Por meio de sua assessoria de imprensa, Oliveira informou que “essas pessoas citadas foram investigadas pela polícia e condenadas pela Justiça, portanto, nada, além disso, a declarar”. Mesmo sem ter encontrado nos autos as provas sobre o tal roubo das 650 ou 15 mil cabeças de gado, CartaCapital prefere não entrar no mérito do caso. Há, isso é fato, uma discrepância entre o número de bois declarado ao TSE, o informado à Agrodefesa e o citado no depoimento de 11 vaqueiros da Santa Mônica. Tal diferença é passível de investigação por parte da Agrodefesa e da Receita Federal. Não bastasse, mesmo depois de o Ministério Público e do Tribunal de Justiça de Goiás decidirem pela devolução da Fazenda Congonhas, o juiz atropelou a alçada superior e não cumpriu a decisão. A família Araújo recorreu à Corregedoria do Tribunal e também pediu ao Conselho Nacional de Justiça uma investigação contra o juiz Levine. Até agora não houve nenhuma movimentação por parte dos órgãos fiscalizadores. Enquanto isso, o magistrado é o responsável pela reintegração de posse da área do atual acampamento do Movimento Sem Terra. Por sua vez, Oliveira aguarda a decisão do juiz e disputa o segundo turno da eleição para governador do Ceará.
Portal Title